495450580893305
 
  • Linkada News

Empresários protestam, mas venda e consumo de bebidas estão proibidas no domingo das eleições

  • Anúncio foi feito pelo secretário estadual de Segurança Pública, Wagner Mesquita, nesta terça-feira (27). Em coletiva, presidente do TRE-PR também reforçou compromisso de 'fazer com que a vontade do eleitor seja respeitada'. Por: Redação e Banda B

IMAGEM ILUSTRATIVA - INTERNET

Empresários do setor de restaurantes vão entrar na Justiça contra a decisão da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) de adotar a Lei Seca no Paraná. De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar), a ação será protocolada no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), ainda nesta terça-feira (27). De acordo com o presidente da Abrabar, Fabio Aguayo, a entidade vê a decisão como razoável, mas vai atuar em prol dos empresários que dependem dos rendimentos na hora do almoço, como as churrascarias.


VOCÊ CONCORDA COM ESTA DETERMINAÇÃO DA SESP?

  • SIM, É IMPORTANTE

  • NÃO, NEM É EFICAZ


“Esse pessoal precisa ter esse funcionamento normal. Então, a pedido desses empresários, nós estamos questionando judicialmente no Tribunal de Justiça, para que nossos associados possam trabalhar. A polarização não pode prejudicar nossa categoria. A liberdade econômica é muito mais importante, a democracia é muito mais importante e direitos não podem ser cerceados”, disse.

O anúncio de Lei Seca foi comunicada pelo secretário de estado da Segurança Pública, Wagner Mesquita de Oliveira, na manhã desta terça-feira (27), durante coletiva de imprensa no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A restrição irá acontecer entre 8h e 18h do próximo domingo (2). Comércios estarão proibidos de comercializar bebidas alcoólicas. “É uma medida, evidentemente, preventiva. Visa manter a ordem e o bom andamento e os trabalhos do dia da eleição”, afirma o secretário.

1/1

1/10

1/4

1/1

1/1

1/1