495450580893305

Paraná: novo RG contará com mais informações sobre o cidadão


Foto: Divulgação/Agência Estadual de Notícias do Paraná

O Paraná já está emitindo o novo modelo de Carteira de Identidade. O documento, que segundo a Polícia Civil do Paraná, tornará as fraudes mais difíceis, promete maior segurança contra falsificações. O novo modelo vai contar com a biometria para ter acesso a informações de outros documentos do cidadão, além de verificar a existência de outro Registro Geral (RG) no estado. Mesmo com a mudança o modelo antigo continua valendo em todo país.


O novo modelo vai permitir além do (CPF) Cadastro de Pessoas Físicas, inserção de dados da (CTPS) Carteira de Trabalho e Previdência Social, (PIS) Programa de Integração Social, Número de Identificação Social (NIS), Programa de Formação e Patrimônio do Servidor Público (Pasep), Cartão Nacional de Saúde (SUS), Certificado Militar, Carteira Nacional de Habilitação, título de eleitor, tipo sanguíneo e fator RH.


Para aqueles que atualmente fazem a solicitação de 2ª via, já é emitido o novo modelo, mas apenas com as informações que já contém hoje. Para quem desejar ter o novo layout e com inclusão de novos dados, precisa seguir os passos para emissão da primeira via.


Para ter todos os dados na carteira, o cidadão precisa apresentar documentos oficias no momento do atendimento no posto do Instituto de Identificação. No caso do NIS, PIS, Pasep e SUS, o requerente deve levar o cartão de inscrição original. Para inserir CTPS, Carteira de Habilitação, título de eleitor e Certificado Militar é preciso fornecer o documento original ou cópia autenticada.


Para quem quer acrescentar o tipo sanguíneo é necessário apresentar o exame laboratorial, além da carteira de vacinação e documentos similares com os dados do cidadão. Além disso, a assinatura e registro no órgão de classe específico do profissional responsável pelo exame laboratorial ou emissão do documento.


Em casos de condições especiais de saúde, quem quiser acrescentar a informação no novo RG deve apresentar atestado médico ou documento oficial que comprove a vulnerabilidade ou condição particular de saúde.

1/1

1/10

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/2