495450580893305
top of page
  • Foto do escritorLinkada News

Paranaenses utilizarão o 13º salário para quitar suas dívidas

Sondagem da Fecomércio PR e do Sebrae/PR apresenta o destino que os trabalhadores do estado darão ao salário extra de fim de ano


O 13º salário começará a ser pago em 30 de novembro, para a alegria dos trabalhadores, e do comércio. Mas antes de sair gastando por aí, os paranaenses vão utilizar o valor para saldar suas dívidas, conforme aponta uma sondagem da Fecomércio PR e do Sebrae/PR. Segundo a pesquisa, 40,5% dos assalariados vão usar o 13º para o pagamento de dívidas, percentual inferior aos 46,6% que utilizariam o abono para quitar seus débitos no ano passado.



Outro destino será fazer um reserva ou investimento financeiro, para 36% dos paranaenses. Os que vão usar o dinheiro para a compra de presentes correspondem a 27,3%, parcela bastante superior aos 16,2% que utilizariam o 13º salário para compras em 2022. Há quem utilizará o valor para viajar, com 22,7% de citações, o maior percentual da série histórica da sondagem para essa destinação.



O pagamento de impostos e taxas, que já consumiu 28% do 13º salário em 2021, deve corresponder a apenas 3,7% neste ano, demonstrando que os paranaenses possuem outras prioridades.


“A utilização do 13º salário para a compra de presentes e em viagens e turismo cresceu com relação ao ano passado, evidenciando uma propensão de consumo maior do paranaense este ano. Mas o pagamento de dívidas e a utilização em reserva/investimento financeiro, continuam sendo os destinos prioritários deste recurso, o que contribui para o poder de compra da população”, avalia o coordenador de Desenvolvimento Empresarial da Fecomércio PR, Rodrigo Schmidt.

O coordenador de Mercado Empresarial, Comércio e Varejo do Sebrae/PR, Luiz Antonio Rolim de Moura, evidencia que a pesquisa é fundamental para entender como será o planejamento da população para o período.


"Observamos uma tendência no uso do salário extra para quitar dívidas, fazer reservas ou investimentos, com um aumento na parcela que pretende gastar com compras e viagens. Além das condições econômicas individuais, as escolhas também refletem as prioridades e aspirações dos trabalhadores do Paraná", destaca.

Segmentação por gênero

A sondagem mostra também que as mulheres vão utilizar o 13º salário principalmente para o pagamento de dívidas, com 42,9%, e depois para fazer uma reserva ou investimento financeiro, com 31,6%. Já entre os homens, a principal destinação será a poupança ou investimento, com 41,3%, e na sequência a quitação de dívidas, com 37,6%.




Por idade

Os mais jovens, entre 18 e 24 anos, utilizarão o dinheiro extra de fim de ano para realizar uma reserva financeira ou investir, com 41,3%, seguido pela compra de presentes, com 37%.


Os trabalhadores na faixa etária entre 25 e 29 anos vão focar no pagamento de dívidas, com 43,8%. Já os paranaenses com idades entre 30 e 34 anos dividirão o valor entre a poupança (45%) e pagamento de dívidas (42,5%).


As pessoas na faixa de 35 a 49 anos vão usar o 13º salário para quitar suas dívidas, com 42,2%, bem como quem tem entre 50 e 65 anos, com 43,3%. E o pessoal da terceira idade vai aproveitar o dinheiro para viajar, com 75%.


Por renda

Os paranaenses que recebem até cinco salários mínimos utilizarão o 13º salário principalmente para o pagamento de dívidas. Os que têm renda entre R$ 6.600,01 e R$ 13.200,00 pretendem usar o abono para fazer uma reserva ou investimento, com 43,6%. E os que ganham mais de R$ 13.200,00 utilizarão o dinheiro para a compra de presentes.




Comments


  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
bottom of page