495450580893305 Santa Casa de Colombo vai ser leiloada após anos de impasses administrativos

Santa Casa de Colombo vai ser leiloada após anos de impasses administrativos


Foto: Divulgação/Prefeitura de Colombo

Após sete anos interditada, a Santa Casa de Colombo, localizada na Rua Marechal Floriano Peixoto, no centro do município, vai a leilão no próximo dia 17 de junho. A decisão foi divulgada pelo legislador Thiago de Jesus, durante a última sessão ordinária que aconteceu na Câmara de Vereadores no dia 21 deste mês.


O local, que acumula uma dívida acima de seis milhões de reais e um patrimônio avaliado em R$ 8.716.000,00, vai ser vendido para pagar as dívidas que possui com credores e funcionários. Os problemas enfrentados pela instituição já se estendem há anos e, por causa de impasses administrativos, os atendimentos á pacientes foram suspensos inúmeras vezes.


Em entrevista ao Linkada News, o vereador Thiago de Jesus, disse que esteve investigando a situação e assim que descobriu sobre o leilão da instituição, divulgou a informação em plenário. “Na hora em que eu falei na Câmara que a Santa Casa estava em leilão, alguns vereadores se manifestaram e disseram que já sabiam disso”, afirmou.


O legislador ainda informou que sugeriu ao governador do Paraná arrematar o leilão da Santa Casa, assumindo assim, a administração e investindo no local, que já seria algo que ajudaria muito a população. Ele e o vereador Sidinei Campos estiveram na tarde da última segunda-feira (28), na Assembleia Legislativa do Paraná, e conversaram com os deputados Paulo Litro e Gilberto Ribeiro sobre a situação envolvendo a Santa Casa de Misericórdia de Colombo.

IMPASSES FINANCEIROS - Em 2015, a Santa Casa foi parcialmente liberada pelo Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR), após algumas reformas e cumprimento de pré-requisitos estabelecidos pelo CRM-PR, o assunto chegou a ser tema de reportagem no Linkada News. Em novembro do mesmo ano, a instituição assinou um convênio com a Prefeitura Municipal para que a população pudesse ter novamente acesso aos atendimentos disponibilizados na Santa Casa.


Apesar do convênio firmado, dois anos depois, em 2017, as portas da Santa Casa de Colombo novamente se fecharam para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O motivo mais uma vez foi a falta de verba que, segundo a gestão da instituição na época, deveria ser repassada pelo poder público. Ainda neste período, a alegação foi rebatida pela prefeitura municipal, que informou ter sido impedida pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) e pelo Tribunal de Contas de Estado (TCE) de repassar esta verba, já que o hospital não teria prestado contas de R$ 1 milhão dos R$ 4 milhões que foram pagos pelo poder público desde o início do contrato assinado pelas partes envolvidas.


Por fim, em fevereiro deste ano, a Prefeitura de Colombo solicitou um parecer da justiça sobre a situação da Santa Casa de Misericórdia, que desde agosto de 2018 tem a situação financeira verificada por uma empresa nomeada por ordem judicial. Agora e, após três meses da reunião promovida pelo poder executivo municipal, a instituição vai a leilão com o intuito de buscar uma solução para a instituição que por causa de dívidas encontra-se fechada.


A reportagem do Linkada News entrou em contato com a Secretaria Estadual da Saúde, e foi informada através da assessoria de imprensa, que a Secretaria não pode interferir na gestão da unidade por ser uma instituição privada filantrópica, ou seja, não pertence à administração direta estadual.

1/1

1/1

1/3

1/1

1/6