495450580893305
 
  • Linkada News

Ciclista é atropelado por carro na Estrada da Ribeira e fica em estado grave



Pressionada pelos demais motoristas que vinham logo atrás, a condutora do veículo Celta prata, placas ARE 4533, não percebeu a aproximação de um ciclista de aproximadamente 25 anos e o acabou atropelando. A motorista Lazara Rosilene dos Santos, de 40 anos, saía da Rua Roberto Lambach Falavinha para acessar a Estrada da Ribeira, próximo ao cartório.

Segundo a condutora o trânsito estava intenso e os motoristas buzinavam para ela a todo o momento. “Eu estava no trecho esperando os carros passarem, havia uma fila enorme, e os motoristas que vinham logo atrás estavam com pressa e começaram a buzinar. Um carro preto passou, e eu não vi o ciclista, ele estava do lado do carro, eu não vi ele. Foi algo que nunca aconteceu comigo, primeira vez. Estou esperando a polícia, o trânsito está terrível, estava tentando ir para o trabalho, está difícil, sem condições agora”, lamenta a motorista.

Uma equipe do Siate chegou rapidamente ao local para prestar atendimento à vítima, uma ambulância do médico precisou ser acionada devido à gravidade do acidente. No local, houve lentidão e congestionamento na via. De acordo com o soldado Perine, do Siate, o estado da vítima é grave. “Ele estava sem capacete, bateu forte a cabeça no chão. O paciente está desorientado, e será conduzido ao hospital para melhor avaliação”, diz o socorrista.


De acordo com o médico Dr. Nogarolli, o estado clínico da vítima é sério e corre grande risco. “Ainda não dá para precisar o estado clínico dele. A situação pode avançar durante o trajeto até o hospital. O quadro clínico dele é grave, sofreu traumatismo craniano grave, está inconsciente, mas responde alguns comandos”, comenta Nogarolli.

A vítima foi conduzida ao hospital Evangélico em Curitiba, e seu estado é grave. A condutora permaneceu no local até a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Até o fechamento desta reportagem, não conseguimos apurar a identificação da vítima. O trânsito permaneceu lento por pelo menos 40 minutos e voltou a normalidade em seguida.

(Fotos: Rodrigo Guilherme)


1/1

1/1

1/2

1/1

1/1

1/2

1/1

1/10

1/2

1/5