495450580893305 Idosa de Campina Grande do Sul perde R$ 25 mil em golpe do bilhete premiado

Idosa de Campina Grande do Sul perde R$ 25 mil em golpe do bilhete premiado



O golpe do falso bilhete premiado fez mais uma vítima na manhã desta quarta-feira (2) desta vez em Campina Grande do Sul. Uma idosa de 77 anos, na qual não vamos divulgar o nome, foi coagida por uma mulher e um homem à efetuar um saque bancário de R$ 25 mil, sob a promessa que receberia um valor superior e ficaria milionária.

Segundo a polícia, a idosa foi abordada por uma mulher na região central de Campina Grande do Sul. A mulher estava com um papel nas mãos e dizia estar à procura de um banco para retirada de um prêmio que havia ganho. Neste momento, um rapaz entrou em cena se dispondo a ajudar a mulher premiada a receber a bonificação. A princípio, o prêmio que a mulher dizia que tinha a receber era de R$ 10 mil, porém, o comparsa confirmou que o valor era de quase R$ 4 milhões, oriundos de um suposto bolão da Mega-Sena.

A dona do tal bilhete premiado sugeriu que se a idosa a ajudasse a receber o prêmio, dividiria o valor com ela e também com o outro rapaz. Mas para o valor do prêmio ser depositado a idosa teria que sacar R$ 25 mil para provar que não tinha dívidas no banco, caso contrário, a agência poderia descontar parte do prêmio. A vítima chegou a comentar que não tinha dinheiro consigo, mas que havia alguns valores guardados no banco.

A vítima então entrou no veículo dos estelionatários e realizou vários saques pelas agências da região e de Curitiba, totalizando um valor de R$ 25 mil. Os estelionatários finalizaram o golpe na agência da Caixa Econômica no Jardim Paulista. Eles teriam dito à idosa para esperar próximo aos caixas de auto atendimento, e que iriam tentar falar com o gerente pela porta de traz do banco, fato que acabou não acontecendo.

Suspeitando da demora, a vítima ligou para os familiares informando que havia sido deixada na agência. Em primeiro momento a idosa se recusou a deixar o banco na esperança que ainda receberia o prêmio. Os estelionatários foram embora sem deixar pistas. A idosa esteve na Delegacia de Polícia de Campina Grande do Sul na manhã desta quinta-feira (3) para depoimento.

O sumiço momentâneo da idosa preocupou os familiares que pensavam que ela havia sido sequestrada. Uma campanha no facebook foi lançada para localizar o paradeiro da idosa. Na postagem, a família dizia ter recebido ligações e mensagens pelo celular do banco, onde a vítima possui conta, informando sobre grandes saques em dinheiro. Alguns bancos chegaram a bloquear a conta da idosa.

O delegado responsável pelo caso, João Marcelo Renk, explicou que independente do valor do prêmio, se o ganhador está com o bilhete premiado em mãos, não há necessidade de envolvimento de outras pessoas. “Não existe esta que se eu estou com o nome no Serasa eu não posso tirar o prêmio. O estatuto da Caixa garante que quem tem o bilhete tem total direito de sacar o dinheiro, independente se fez ou não a aposta. Infelizmente muitas pessoas que ainda não tem conhecimento disso, acabam se tornando alvos fáceis de estelionatários, como foi o caso desta senhora”, contou.

O próximo passo da polícia agora é conseguir as imagens das câmeras de segurança das agências por onde os estelionatários passaram. Um retrato falado dos suspeitos já está sendo confeccionado no IML para tenta desvendar a identidade dos envolvidos.


1/1

1/1

1/6

1/1

1/1