495450580893305 Tatuadora de Quatro Barras cria projeto para encobrir cicatrizes gratuitamente

Tatuadora de Quatro Barras cria projeto para encobrir cicatrizes gratuitamente

Dar outro significado às marcas físicas provocadas por uma situação traumática vivenciada no passado tem sido o objetivo da tatuadora Carolina Dutra Almeida Silva, de Quatro Barras. Ela criou o projeto Minhas Marcas, que oferece tatuagem de graça às pessoas que sofreram algum tipo de violência, seja ela doméstica, abusos físicos, automutilação ou acidentes que deixaram cicatrizes na pele.


A iniciativa começou há cerca de 1 ano, quando Carolina se deparou com a postagem de uma adolescente no Facebook. A publicação, de teor suicida, logo despertou a empatia da profissional. “Chamei a jovem no direct para conversar, dialogamos por horas, e a convidei para fazer uma tatuagem gratuita conosco. A mãe dela me ligou depois agradecendo que a tatuagem mudou a vida da filha que passava por tratamento psicológico. Depois do resultado percebi que a iniciativa poderia fazer a diferença na vida de muitas outras pessoas, então dei início ao projeto”, revela.



Durante os atendimentos feitos no estúdio no centro de Quatro Barras, a tatuadora separa horários na agenda para receber pessoas de diversas cidades da região metropolitana, incluindo a capital. Segundo Carolina, assim como foi o caso da adolescente, cada tatuagem vem acompanhada de uma história marcante. “Todos que são atendidos pelo projeto carregam histórias e complexos em relação às suas marcas físicas, que acabam interferindo também no psicológico e emocional”, avalia.


Além das histórias marcantes, segundo a profissional, o trabalho tem auxiliado no resgate da autoestima de muitas pessoas que passam pelo local. “Percebo que o projeto, desde que foi criado, tem impactado positivamente a vida dessas pessoas. Após a tatuagem, e sem aquelas marcas antigas na pele, elas acabam reencontrando a autoestima que haviam perdido, e também coragem para um recomeço”, conta.


As sessões duram em média duas horas, dependendo do tamanho das marcas na pele que precisam ser cobertas. As cicatrizes são encobertas com desenhos sombreados nas cores preto, cinza e linhas finas, técnicas que são a especialidade da tatuadora. “A pessoa me manda três ideias que gostaria de fazer, e a partir dali, monto algo pra ela”, conclui Carolina.

A divulgação do projeto é feita pelas próprias redes sociais da tatuadora e também na página do Studio Carol Tattoo, no Facebook. Desde quando foi iniciado no ano passado, o projeto já atendeu aproximadamente 50 pessoas, entre homens e mulheres, vítimas de algum tipo de violência física ou trauma passado e que não têm condições de custear uma tatuagem ou pagar uma cirurgia para correção.


Para mais informações sobre o Minhas Marcas, entre em contato pelo (41) 9 9213-6693 (WhatsApp) ou acesse a página Studio Carol Tattoo. O estúdio fica na Avenida Dom Pedro II, 115, no centro de Quatro Barras.

Publicidade Linkada

1/1

1/1

1/1

1/1

1/1

1/7

1/5

1/6